12 outubro 2011


É reconfortante quando me abraças e me levantas no ar, e quando me pedes para me deitar sobre o teu peito e ficas largos minutos a dar-me beijinhos na testa. Sinto-me tão pequenina, quando me tratas como menina. Tão mimada, tão irradiada pelo o teu doce. Fazes tudo isto para me tirares os amuos, quando sabes que erras e que eu não fico bem, quando sabes as mágoas que, por vezes, provocas no meu coração, e tentas compensar-me por todos os teus delitos. A verdade é que o meu amor por ti é enorme, gigantesco, e eu adoro que me faças feliz, assim.

3 comentários:

han disse...

oh, que meiga.
este texto está um verdadeiro doce.

Aurora disse...

Oh bonequinha, és um docinho para mim e gosto tanto, e disto também, destes textos cheios de doçura. Oh que gosto tanto pequenina <3

Anniee. disse...

obrigada querida :')
que texto mais doce !