05 outubro 2011

Quando partires.

Meu amor, sei que chegará o dia em que te verei partir todos os Domingos à noite, e apenas te voltarei a abraçar na próxima sexta. Confesso que a ideia me assusta, e talvez daqui a uns poucos meses, já só os fins-de-semana sejam nossos, e a semana levar-te-á para bem longe de mim. Estás prestes a fazer-te a vida, e quem sou eu para te pedir que fiques? Ninguém. Na verdade, ninguém para te impedir de viver. Já fomos habituados à distância, e ambos sabemos que dói, magoa, e faz-nos desesperar. Falando por mim, que odeio ter-te longe do meu coração. 
Quero muito que consigas, acredita em mim, mas temo todos os dias o que possa acontecer ao nosso nós, quando aqui não estiveres. Quando não puder ouvir a tua voz todos os dias, nem ver a tua felicidade em todas as horas. Quando partires, leva a certeza que te esperarei aqui, sempre, como toda a Vida soube esperar. Leva-me no coração, e pensa em mim quando as forças te faltarem. Escreverei-te uma carta todos os dias, e peço-te que mal tenhas tempo, as abras e sintas o Mundo comigo. Se partires mesmo, será mais uma prova ao nosso amor, e vamos torcer pelo infinito, mantendo-nos firmes. Mas, não quero que vás.

3 comentários:

mary disse...

lindo,lindo suu!e olha pequenina,és forte e o vosso amor também<3

Aurora disse...

Ainda vai haver muitos obstáculos assim na vossa vida até um dia, já terem tudo nas vossas mãos e fazerem parte da eternidade juntos, numa casinha vossa. És doce suu <3

Maria Filipa disse...

O vosso amor vai fazer com que esses fins de semana sejam eternos *