24 novembro 2011

E quando dou por mim, já dormi. Sozinha.

Sem comentários: