17 novembro 2011

Opto quase sempre por não permanecer no silêncio. Digo muito do que me incomoda, e quando não me estou a sentir bem. Mas agora, agora mudei de ideias, e cansei-me de pôr tudo às claras. O meu silêncio e a minha solidão são mais acolhedores que o resto. Hoje deitei-me por volta das 9h da noite, e ao tempo que isso não acontecia. Fi-lo para bloquear o pensamento, e o coração. Fi-lo porque a vida está-se a tornar novamente num pesadelo, e prefiro perder-me em sonhos do que vivê-la. Por um lado, trouxe a minha escrita de volta, e isso é bom, por outro, leva-o cada vez para mais distante de mim, e isso é mau, quando nada mais mudou a não ser a atitude dele. E assim me afasto, deixando-lhe todo o poder, para fazer seja o que for.

Sem comentários: