01 novembro 2011

See you soon.


Que estranho, ser eu a ficar e tu a ir embora. Normalmente, costuma ser ao contrário, tu a veres-me partir. E digo que custa bem menos quando algo nos espera do outro lado da viagem, do que ficar a ver o nosso amor ir embora, sem nada a que nos possamos agarrar para não tropeçar na vida. Desta vez, era eu do lado de fora, com vontade de me sentar ao teu lado e partir junto a ti. A poucos minutos do comboio partir ainda corri até aos teus braços, ainda abri a porta, subi as escadas e te dei o último beijo. Não me teria importado se os ponteiros do relógio acelerassem, as portas fechassem todas e o comboio começasse a andar naquele mesmo momento. Não seria a primeira vez, que largaria tudo por ti, mas não podia fazê-lo. Agora resta-me esperar-te com todo o meu amor, por ti. Até depois.

Sem comentários: