20 dezembro 2011

noites.

Vim para o quarto. Era suposto deitar-me, e adormecer. Mas não me apetece. Não me apetece estar sozinha, não me apetece estar calada. Não me apetece estar aqui. Podia pôr os phones nos ouvidos e deliciar-me com as melodias, podia fechar os olhos e tentar sonhar. Podia ficar aqui, ou ali, a olhar o tecto, ou então ir mais longe, abrir a janela e procurar a lua. Mas hoje, nem isso me apetece, procurar a pequena e linda lua, que tantas vezes me ouve. Apetece-me escrever, conversar com as minhas próprias palavras, e sentir o palpitar do meu querido coração. Já faz tempo que não paro para o escutar, e hoje parece-me um excelente dia, correcção, uma excelente noite. É isso, vou ficar aqui, vou ouvir e falar com o coração.

Sem comentários: