25 março 2012

always.

Sei que me amas e que me queres bem, sei que te preocupas no teu jeito despreocupado. Sei que és diferente de todos os outros e que me escolheste a mim, só a mim para ser a tua. A tua de sempre, para sempre. Como posso eu duvidar de tudo isso, por vezes? Os teus olhos dizem tudo, e eu, de vez em quando não devo querer acreditar neles. Talvez me feche à realidade e me foque no duvidoso, no não importante, no que nos devia ser alheio e que por minha culpa nunca é. Mil perdões não pagam arrependimentos, nem lágrimas curarão os erros, mas amar-te-ei até ao infinito que nos espera com um rosa numa jarra e um barco flutuante, este que nos levará para o paraíso de plantas verdes e mar azul, e nos fará felizes, até sempre.

1 comentário:

Aurora disse...

Princesa, que texto mais lindo, tão cheio de amor :) sejam felizes <3