28 março 2012

para a próxima não será assim.

Não quero voltar a sentir tudo o que me fizeste sentir hoje. Toda a dor e sofrimento que me causaste ao mandar-me embora assim, da tua vida por motivos tão pouco normais. Felizmente meteste rápido a mão na consciência e apercebeste-te que não me podias perder assim, por uma razão tão estúpida. Tiveste alguma sorte por já não ter sido tarde demais, e por eu gostar assim tanto de ti.

Sem comentários: