13 maio 2012

lies.

Não voltarei a acreditar em palavras. Essas que só saem da boca para fora e nunca se concretizam. Palavras que não passam de palavras. Promessas que voam e se esquecem. Eu não sou assim, não digo por dizer. Não prometo sem querer. Não sou falsa nem mentirosa. E quem o é comigo, perde tudo o que de mim teve, lamento.

Sem comentários: