15 junho 2012

Amores.

Dizem que o primeiro amor é inesquecível, mas eu discordo. Todos os amores são inesquecíveis a partir do momento em que se tornam amores. Vivemos cada um deles como se fosse o primeiro e o último, pois pensamos amar sempre mais e até ao fim das nossas vidas. O amor continua a ser o mesmo, talvez entregue de formas e maneiras diferentes. As pessoas mudam, o amor não.

4 comentários:

Sofia Duarte disse...

Sim, o primeiro não tem nada a mais que os outros. Alias, pode ser dos menos memoráveis. É o primeiro impacto, o primeiro beijo, o primeiro olhar, não necessariamente o melhor.

R. disse...

concordo, mesmo!

angel disse...

tens toda a razão!

Algo Estranho... Alguém Diferente! disse...

concordo plenamente!