09 julho 2012

miss you.

Não sei dizer-te o porquê, mas escrever-te tem sido difícil. Talvez pela enorme dor que é ter-te tão longe da minha alma, quando o minha felicidade depende tanto de ti. Tenho tanta pena de não poder partilhar tudo isto contigo, de voar sem te ter ao meu lado, quando foste tu o anjo que me deu asas. Ninguém conseguirá perceber o quanto magoa cada quilómetro, e de certo, que quem inventou a distância, não sabia o que era o amor. Nem a dor. Nem a falta. Nem a saudade. 

Sem comentários: