13 julho 2012

Prometi falar-te todos os dias do nosso amor, das nuvens onde pousámos juntos ou do céu que já atingimos muitas e muitas vezes. Não quero que nada se perca. Não quero que a vida nos leve e que a distância destrua os laços. Somos a união da força, e sei bem que conseguimos tudo. Ainda só cá estou há uma semana, e sei que as outras que nos restam de corpos separados, ainda nos vão quase matar. Não quero morrer sem ti, por isso espera-me, tão ansiosamente quanto eu. Espera-me. Espera-me..

1 comentário:

Pedacinhos de mim disse...

Gostei, gostei mesmo muito. Um beijo :)*