24 março 2013

Espero o que não espero.

"Fala com ele" dizem-me, vezes sem conta num só dia. E eu repondo não, não posso por ele me ter pedido paciência, na última vez que falámos. Penso que se não fala, não deverá querer falar comigo. E se não quer falar comigo, não lhe posso impor a minha presença, nem quero. E por isso espero. Espero sem nada esperar. Espero que a espera morra, porque dele, já nada espero.. já nada consigo esperar.

Sem comentários: