17 março 2013

hello life!

Olá Vida! Sei que não te tenho dado valor nenhum nos últimos tempos, mas hoje tenho a dizer-te que acho que chegou a hora e o momento de deixar de me importar com tudo, e simplesmente sorrir. Sorrir por estar aqui, e poder viver-te. Quantos espermatozóides não tiveram a mesma sorte? Muitos. Quantas pessoas sobrevivem, em vez de viver? Muitas também. Por falta de condições, por falta de saúde, por falta de muita coisa. Eu, à primeira vista, não tenho falta de nada. Então pronto, vamos lá aproveitar isto antes que acabe.

2 comentários:

disse...

Já é um pensamento melhor, bem melhor.

mary disse...

linda:) vive e sorri