03 março 2013

Memories.

Estou deitada na tua cama. O teu cheiro ainda cá mora, e acho que este foi o único motivo que aqui me trouxe. O teu quarto está igual, os post-its continuam na porta, as fotografias espalhadas por todo o lado. As tuas marcas estão bem presentes, só tu é que já não estás por aqui. Talvez um dia possamos voltar os dois a esta cama, e fazer do amor, aquilo que ele fez de nós. O infinito.

1 comentário:

Lucy disse...

o infinito é possivel quando acreditamos.
lindo blog.
um beijinho