20 maio 2013

Não me julguem pelo que escrevo, por favor. Imaginem só que isto é o meu diário, e que eu tenho o direito de dizer o que bem entender e de descarregar a fúria, quando não me sinto bem.

1 comentário:

Violeta Soares disse...

Ninguém te julga minha querida, todos temos esses momentos menos bons em que os desejos não são felizes. E é a escrita e estes desabafos mais escuros que nos permitem reerguer-nos novamente e ter forças para continuar a caminhar.

Nós, os teus fieis leitores, somos cada página do teu diário e percebemos-te, sem nunca teres de te explicar. ;)