28 maio 2013

Se nunca mais voltares à minha vida, talvez eu te esqueça. Talvez eu consiga que deixes de pernoitar na minha mente e viver no meu coração. Tenho me esforçado por isso, e acho que tem custado um bocadinho menos todos os dias, e se assim for, chegará o dia em que já não custará nada. O dia em que tu também passarás de tudo a nada, e eu já não tenha de te lembrar sem querer.

1 comentário:

mary disse...

Obrigada princesa! Outro para ti. Noto que também estás a precisar. És linda e também gosto muito muito de ti! xx