21 janeiro 2015

Por mais que nos doa a alma, por mais que o coração grite, por mais que as horas pareçam infinitas quando não estás, tenho de te deixar ir. Não podemos segurar aqueles que não querem ficar. Só deixá-los ir, e cruzar os dedos para que tropecem muito e só desejem voltar.

3 comentários:

Denise Ramos disse...

se custa tanto deixar ir... nao deixes :3

Violeta Soares disse...

O problema é esse mesmo, sabemos que o melhor para nós é deixar ir. Então dizemos que o vamos fazer, deixa-los ir... Mas na realidade estamos a torcer os dedos para que eles desejem voltar.
Não sei o que nos faz pior.. Eles ou nós próprias! Acho que somos mesmo masoquistas como disseste anteriormente. Estamos mal assim. mas não queremos viver de outra forma, porque queremos acreditar que eles vão perceber o que sentem na verdade e nos vêm bater à porta!
Não sei quanto a ti, mas a mim já aconteceu, o problema é esse. Tenho sempre a esperança que aconteça outra vez e seja de vez! Masoquista!!!

disse...

sabes o que penso, mas também sabes que não te deixo! sempre aqui baby ♥