22 julho 2015

São 3h da manhã, e o coração dói.

Sem comentários: