04 agosto 2016

Tu foste a mentira mais bonita em que eu acreditei. Mas como não é de mentiras que se faz um amor, eu deixei-te ir. Quis deixar-te ir. E agora, só quero que não voltes. Só quero que não venhas com esse sorriso e esses olhos bonitos, com as tuas palavras doces e mágicas para quem ama. Só quero que não finjas, que não enganes, que não mostres tudo o que não sentes e enlouqueças um coração. O meu coração. Fica onde estás, onde escolheste estar. Ama quem escolheste amar. E deixa-me voar. Sem ti. 

Sem comentários: