18 setembro 2016

Quebrei o coração. Atirei-o ao chão com tanta força que nada restou. Não quero mais usá-lo. Agora fica o vazio. Só o eco do vazio.

Sem comentários: